Um ano de caminho

Há um ano, apenas com um SIM, iniciámos um caminho em conjunto, que queremos que seja eterno. Mas este SIM começa muito antes, provavelmente há mais de 7 anos…mas é a partir de 2012 que efetivamente a nossa “história” começa.

Assim decidimos comemorar as nossas Bodas de Papel de uma forma diferente: fazendo efetivamente caminho, o Caminho de Santiago!

Quanto a preparação, a nossa não foi nada física, dado que temos algum historial desportivo, foi antes preparação mental e logística. É que a mochila para o caminho não é como o trolley de viagem que usamos quando se viaja. Requer alguma contenção no peso, não é?! Acabámos por só comprar um cantil, um saco-cama light e pouco mais…

Garantimos no trabalho 5 dias para fazer o caminho, com mais um para a ida e outro para o regresso, e partimos. Saímos de Lisboa na segunda feira, de Expresso, em direção a Valença do Minho. Contudo, as coisas não começaram bem. Inesperadamente conseguimos perder o Expresso das 8h da manhã, por causa de um atraso ridículo da CP, que, por incrível que pareça, não foi por culpa deles. Ao que parece duas pessoas pegaram-se à chapada no comboio que ia à nossa frente!! Vivemos mesmo num país civilizado!

Valeu-nos a boa vontade da senhora da bilheteira dos Expressos que nos alterou a nossa reserva para o próximo Expresso: 3 horas mais tarde. E pelas 17:50, quase 10 horas depois pusemos os pés em Valença. É dose!! 😵 Foi chegar ao albergue, guardar as nossas coisas, jantar e descansar.

Dia 1 – Valença ➡ Mos

O albergue acordou quase todo às 6:30, e nós não fomos exceção. Arrumámos tudo, tomámos o pequeno almoço e iniciámos o caminho.

A manhã estava fria (cerca de 7ºC), atravessámos a cidade que ainda dormia rumo a Tui, e entramos nesta cidade onde a diferença horária faz toda a diferença. Já havia movimento na catedral, até o padre já rezava o rosário. Conseguimos aqui o nosso primeiro carimbo. Seguimos caminho com algumas fotos aqui e ali e entrámos no bosque onde o Rio Louro serpenteia pelo seu interior. A paisagem era bela! Aqui apercebemo-nos que havia montes de gente também no caminho. Como previsto tomámos o desvio ao Polígono industrial e fomos parando algumas vezes para tirar roupa e trincar umas barras energéticas.

Às 13:30 entrámos em O Porrino para almoçar. A ideia era seguir até Mos, pelo que ainda faltavam cerca de 7km, e esta refeição deu-nos novo vigor para continuar. Com um percurso mais por asfalto, o troço que restava não é tão agradável de fazer, mas lá se fez, e às 16h chegámos a Mos, 26km depois de termos começado. E aqui quase tínhamos que ir procurar alojamento, pois restavam apenas 2 colchões no albergue. Que sorte! 🙂

Dia 2 – Mos ➡ Pontevedra

A noite até que nem foi mal passada, o nosso único “vizinho”, um alemão que falava brasileiro, era 5 estrelas e nem ressonava.🙂 Às 6:30 acordámos para arrumar tudo e tomar o pequeno almoço no tasco em frente. Às 7:30 iniciávamos a marcha, e desta vez logo a subir, o dia tinha acordado algo nublado e caía uma chuva miudinha. Uma hora e meia depois vestíamos os nossos ponchos impermeáveis…

Às 9:45 passávamos por Redondela, local que muitos tomavam como final de etapa, mas nós seguimos caminho! Faltavam agora cerca de 17km e duas boas subidas. O caminho foi ficando para trás, contudo fomos sempre acompanhados de mais peregrinos, muitos e muitos, munidos das suas capas de chuva. Aqui e ali fomos trincando algumas barras energéticas e bebendo água que íamos enchendo pelas fontes que encontrávamos. Este troço foi composto por um misto de paisagens: as subidas maiores foram sendo feitas por bosques e floresta, e os troços comuns a estradas nacionais foram aparecendo muito de vez em quando.

Os últimos 6km foram algo penosos, tendo exigido uma paragem num café para um bocadillo e uma Cola! E que bem que soube. Abençoado café. 😀

Chegámos a Pontevedra ainda não eram 15h, contudo, no albergue já muitos descansavam.

O resto do dia foi passado a descansar e a fazer compras para o dia seguinte. Quisemos garantir que tínhamos mantimentos suficientes para fazer umas paragens e trincar algo mais que barras. Pelo meio ainda visitámos a igreja de virgem peregrina e um pouco da cidade. Terminámos com o jantar na Domino’s Pizza 🍕 !!

(continua…)

Anúncios

Na minha opinião...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: